Comida X Nutriente

Ao montar o prato, algumas pessoas possuem o hábito de organizar os alimentos pelo nome de alguns nutrientes. Há quem diga beber cálcio no lugar de leite ou ingerir frutose ao invés de um simples suco de frutas. Muitas pessoas fazem desta forma por incentivo ou por julgar que determinado alimento é composto somente de um nutriente, desconhecendo o real conceito e necessidade dele ao organismo.

 

E eu te pergunto: Quando foi que a macarronada em família de domingo se transformou em um monte carboidrato simples? Tal nomeação é completamente inadequada. Para explicar o porque é inadequado, primeiramente, vou esclarecer alguns conceitos:

  • Alimento: É aquilo que ingerimos para saciar a fome, ou seja, a comida (legumes, verduras, frutas, cereais, leguminosas, carnes e etc). É fonte de energia e substâncias essenciais para processos fisiológicos e bioquímicos, bem como para o desenvolvimento e manutenção corporal;
  • Nutrientes: São substâncias presentes nos alimentos e essenciais ao bom funcionamento do organismo humano. Pelo fato dos nutrientes fazerem parte de processos fisiológicos e bioquímicos, os alimentos precisam passar pelo processo de digestão, que consiste na redução do alimento em um tamanho e forma que pode ser absorvido e transportado, para ser utilizado pelo metabolismo. Esses nutrientes são subdivididos em macro e micronutrientes:
    • Macronutriente: São os que possuem moléculas grandes e contribuem para o pool energético. São eles: carboidratos, proteínas e lipídeos;
    • Micronutrientes: São os nutrientes compostos por moléculas pequenas: vitaminas e minerais . Estes são essenciais ao organismo por possuir função reguladora. São usados em pequenas quantidades, no entanto, indispensáveis ao bom funcionamento do organismo;
  • Fibras: É um componente dietético não digerível. De fonte vegetal, a fibra não é classificada como nutriente, mas é de extrema importância para o bom funcionamento do organismo. Entre outras funções, favorece o peristaltismo intestinal, diminuição da absorção de colesterol e melhora a absorção de minerais;

 

Por que não é adequado nomear um alimento pelo nutriente em maior concentração? Porque não significa que o alimento é composto exclusivamente de uma única substância, mas que é rico naquela molécula específica. Igualmente, não é correto afirmar que uma parede de alvenaria é feita somente de tijolos. O tijolo é o principal elemento para dar estrutura à parede, mas sem a argamassa para fixar um ao outro, na verdade, a parede será apenas um amontoado de tijolos. E mesmo após a construção, acabamento e pintura, a nova edificação não é conhecida por “pilhas de tijolos”, mas por “parede”, que é o nome dado à estrutura formada pela junção de outros componentes. Da mesma forma, podemos nos referir aos alimentos e sua composição.

 

Os nutrientes são de extrema importância, todos eles: carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas, minerais (e as fibras, também). Cada um possui uma utilidade que favorece o funcionamento do corpo. Apesar de alguns se tornarem vilões (equivocadamente) no senso comum, o que deve ficar esclarecido é que eles são necessários e importantes. O que é prejudicial é o excesso de determinado nutriente, que pode acarretar sobrecarga de alguma função ou órgão. E para controlar esse excesso, é necessário: informação, bom senso, equilíbrio físico e emocional,  para interferir nas escolhas que fazemos.

 

Quer um exemplo?

Confira o conteúdo abaixo extraído da Tabela de Composição dos Alimentos-TACO:

 

ALIMENTO

QUANTIDADE CARBOIDRATO PROTEÍNA LIPÍDEO FIBRA

CÁLCIO

Batata

baroa

100 g

18,9 g

0,9 g 0,2 g 1,8 g

12 mg

MAGNÉSIO

SÓDIO FÓFORO POTÁSSIO

FERRO

8 mg

2 mg 29 mg 258 mg

0,4 mg

ALIMENTO

QUANTIDADE CARBOIDRATO PROTEÍNA LIPÍDEO FIBRA

CÁLCIO

Refrigerante a base

de cola

100 ml 8,7 g
MAGNÉSIO SÓDIO FÓFORO POTÁSSIO

FERRO

7 mg 1 mg

 

No exemplo supracitado, é possível visualizar que em 100g de batata baroa existe a concentração maior de carboidrato que em 100ml de refrigerante à base de cola. No entanto, quando comparamos a composição de ambos os alimentos, é possível identificar que a batata pode ofertar maior quantidade de nutrientes, sendo a opção mais saudável da tabela acima, apesar da concentração superior de carboidrato.

 

Entende o motivo pelo qual soa estranho o filé de frango grelhado ser reconhecido como sua “proteína” da refeição!? A informação e o bom senso podem ser o diferencial.

 

Na dúvida, consulte um nutricionista!

Post criado 6

Deixe um comentário

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: